ANTIFRÁGIL – o “sangue frio”

Cópia de Beige and Brown Fashion Chic Terracotta Instagram Story (1)Se você consegue ganhar em meio a um golpe…

Se consegue sair melhor mesmo sofrendo uma queda.

Se você consegue encontrar boas oportunidades em meio ao caos…

Se mesmo sendo dilacerado, você consegue “tira proveito” da situação

Então você é ANTIFRÁGIL

 

Ser antifrágil significa se colocar em posição proativa e consciente.

A pessoa com a característica ‘antifrágil’ entende que o caos e o indesejado podem ser positivos, desde que sejam bem aproveitados. Perceba, o antifrágil não só resiste às mudanças como aprende com elas, melhorando suas habilidades e aptidões, esse é o ponto central.

É a ideia do pugilista que em meio a uma luta é fortemente golpeado e ainda assim, é capaz de aprender algo que não tenha sequer treinado. Além desse aprendizado, ele se apropria de uma espécie de “sangue frio” para “ler” as ações do oponente e, assim, evitar um novo golpe.

Esse conceito que te levar a entender que certas coisas, depois que acontecem, provocam mudanças tão profundas que não há remédio que não seja se ajustar rapidamente, consequentemente seguir em frente aprendendo e realizando mais e mais.

Para resumir, o conceito antifrágil se caracteriza no aspecto de “aprender a lidar com os riscos”.

Não chega a ser um método, mas um conjunto de princípios que ajudam a enfrentar o indesejável como uma oportunidade e não como um problema.

 

O conceito antifrágil é de autoria do professor líbano-americano de riscos no Instituto Politécnico da Universidade de Nova York, Nassim Nicholas Taleb.

O docente se destaca, ainda, por ser um grande investidor no mercado financeiro que, como se sabe, é um dos ambientes de negócios mais voláteis e incertos que existem.

Ele ganhou grande destaque na primeira década dos anos 2000, quando lançou previsões sobre a crise que levaria à quebra do banco Lehman Brothers, na chamada Crise dos Subprimes, nos Estados Unidos.

Taleb é também reconhecido pelos seus estudos avançados em probabilidade e análise de riscos, os quais coloca em prática no mercado financeiro.

É um investidor que cresceu e prosperou em meio ao aparente caos desse mercado, que não deixa de ser uma espécie de campo de experimentação de suas teorias.

 

Mônica Caraccio Ibà
@monicacaraccioiba
monicacaraccioiba.com.br

Uma ideia sobre “ANTIFRÁGIL – o “sangue frio”

  1. Engraçado que quando estava lendo pensei que esse conceito era muito aplicado, ainda que de forma não tão clara, no mercado financeiro. Aí vi que o autor é justamente deste meio.

    Pelo pouco que conheço desta indústria, os que sabem lidar com cenários com muitas variáveis incertas e em meio as piores crises são os que melhoram desempenham e ganham MUITO dinheiro. Se aplicarmos isso em nossa vida, com certeza os ganhos (de todas as esferas) também serão notórios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.